A Polícia Judiciária deteve seis homens e duas mulheres que integravam uma associação criminosa que se dedicava ao tráfico e exploração de pessoas oriundas de países fora da União Europeia, mediante falsa promessa de melhoria de vida.

Os crimes investigados pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT) da PJ ocorreram em vários distritos do território continental e os detidos, com idades entre os 33 e 53 anos, respondem ainda pelo crime de falsificação de documentos.

Na operação foram cumpridos nove mandados de busca domiciliária, não domiciliária e a estabelecimento de saúde, tendo sido apreendidos diversos elementos relacionados com os crimes em causa.

Os detidos vão ser submetidos a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.