"Este ano registámos 18 feridos. Um caso muito grave, do homem que acabou por falecer depois de ter sido colhido, e 17 feridos ligeiros durante as largadas", disse à agência Lusa Clarisse Santos, da Comissão de Festas da Moita.






"Temos que lamentar a grave colhida, que resultou numa morte, mas o resto das largadas decorrem dentro do normal, com a maioria dos feridos a ser assistido mesmo no local. As largadas contaram sempre com milhares de pessoas e são uma tradição para manter", defendeu.