Um morto e 17 feridos ligeiros é o balanço das largadas de toiros que decorrem na Moita durante as festas em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, que hoje terminam.

Nas festas, na avenida principal da Moita são largados três toiros, num evento que atrai milhares de pessoas àquele concelho, com fortes tradições ligadas à tauromaquia.

Durante os 10 dias de festa realizaram-se nove largadas de toiros, com o caso mais grave a ser uma colhida mortal de um homem com cerca de 70 anos, na terça-feira passada.

"Este ano registámos 18 feridos. Um caso muito grave, do homem que acabou por falecer depois de ter sido colhido, e 17 feridos ligeiros durante as largadas", disse à agência Lusa Clarisse Santos, da Comissão de Festas da Moita.


Também no ano passado morreram dois homens durante as largadas das Festas da Moita depois de terem sido colhidos por toiros.

A organizadora disse que, para além dos espaço das largadas estar vedado e assinalado o perigo, a festa conta com bombeiros em vários pontos da avenida, para assistir os feridos em caso de necessidade, e com uma equipa médica em permanência durante as largadas.

Clarisse Santos lamentou a colhida mortal, mas explicou que as largadas de toiros são uma tradição para manter nas festas da Moita.

"Temos que lamentar a grave colhida, que resultou numa morte, mas o resto das largadas decorrem dentro do normal, com a maioria dos feridos a ser assistido mesmo no local. As largadas contaram sempre com milhares de pessoas e são uma tradição para manter", defendeu.