Dois técnicos oficiais de contas, um homem de 56 anos e uma mulher de 47, foram detidos pela Polícia Judiciária de Braga por suspeita de burla qualificada, abuso de confiança e falsificação de documentos.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a PJ explica que os suspeitos terão "ludibriado algumas sociedades para as quais trabalhavam, fazendo suas as quantias destinadas ao pagamento de impostos e à Segurança Social".

As duas detenções ocorreram depois de o Departamento de Investigação Criminal de Braga ter dado "cumprimento a dois mandados de detenção e a várias buscas domiciliárias e não domiciliárias, no âmbito de investigação por crimes de burla qualificada, abuso de confiança e falsificação de documentos".

Os dois detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido determinada a medida de coação de apresentações perante as autoridades policiais.