A PSP deteve este domingo uma pessoa por roubo e outras sete por posse de artigos pirotécnicos junto ao Estádio da Luz e no Marquês de Pombal, em Lisboa, onde os adeptos do Benfica festejam o 35º título dos “encarnados”.

Segundo o sub-comissário Hugo Abreu, duas pessoas foram detidas ainda antes do início do jogo do Benfica-Nacional da Madeira, nas imediações do Estádio da Luz e outras duas no interior do complexo desportivo durante a partida, por posse de artigos pirotécnicos.

O mesmo delito motivou mais três detenções na Praça do Marquês de Pombal, enquanto uma outra pessoa foi presa por roubo por esticão nas proximidades do Estádio da Luz.

O responsável da PSP destacou que o dispositivo de segurança montado junto ao Marquês de Pombal “está a funcionar em pleno” e não há alterações da ordem pública a registar, salientando as vantagens do “modelo de policiamento inédito” que foi desta vez adotado na cidade de Lisboa, com controlo de acessos e revistas de segurança.

Os pontos de revista estão instalados nas avenidas da Liberdade, Joaquim António de Aguiar, Fontes Pereira de Melo, Duque de Loulé e rua Braancamp.

A polícia pretendia numa primeira fase revistar todos os adeptos que se deslocassem ao local para festejar o título do campeonato de futebol, e posteriormente passar a fazer um controlo aleatório.

As estações do Metropolitano do Marquês de Pombal e do Parque - estão encerradas desde 17:00, só devendo ser reabertas quando a polícia entender que existem "condições de segurança", de acordo com o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (COMETLIS), Sérgio Soares.

Milhares de adeptos estão reunidos na praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, para celebrar a conquista do 'tri' campeonato, que não acontecia desde 1977.