Um empreiteiro foi detido esta sexta-feira, no Porto, depois de disparar um tiro no teto da loja da gasolineira que ajudara a construir, uma obra que alegou não lhe ter sido paga, informou à Lusa fonte da PSP.

Segundo a fonte, o homem, com cerca de 40 anos, alegou que os proprietários do posto de combustíveis, localizado na Estrada Exterior da Circunvalação, lhe ficaram a dever 35 mil euros.

Por esse motivo, e de acordo com a versão que o próprio transmitiu à polícia, atuou daquele modo «apenas» para recuperar a dívida.

O disparo, feito ao final da tarde de hoje, provocou apenas danos materiais, revelou a PSP.

Apesar de a arma estar legalizada, a PSP deteve o homem por a ter usado «em condições não permitidas».

A fonte acrescentou que o indivíduo, também caçador, tem mais armas em casa estando a força policial a avaliar a necessidade de as apreender.