Um cirurgião ortopédico francês é uma das cinco vítimas mortais da queda de uma aeronave, na segunda-feira, em Tires, anunciou fonte do município francês de Marselha. No aparelho seguia também a mulher do clínico, outra mulher de nacionalidade francesa e o piloto suíço. Todos morreram. 

Jean-Pierre Franceschi de 64 anos era um cirurgião ortopédico internacionalmente conhecido e uma referência no mundo do desporto. O médico, residente em Marselha, operou com sucesso vários futebolistas, entre eles Jorge Andrade e o luso descendente Robert Pires.

Em comunicado, o presidente da câmara da cidade de Marselha, Jean-Claude Gaudin, afirmou ter sido com “grande tristeza que soube da morte de Jean-Pierre Franceschi”, num “terrível acidente de avião”, juntamente com a mulher, Nathalie, e “três outras vítimas”.

“Cirurgião ortopédico internacionalmente reconhecido, era também uma referência incontornável no mundo do desporto e contribuiu para a excelência médica marselhesa”, salientou, na nota divulgada na segunda-feira à noite.

O presidente de Marselha destacou a grande ligação à cidade de Jean-Pierre Franceschi, de 64 anos, onde “trabalhou em vários hospitais” e era procurado pelas “maiores estrelas do desporto”, nomeadamente futebolistas, de vários pontos do mundo.

Jean-Claude Gaudin transmitiu, em nome dos cidadãos da cidade francesa, “sinceras condolências” à família do cirurgião, nomeadamente às filhas e netos, mas também a toda a comunidade médica que “perdeu um dos seus membros mais ilustres”.

Português entre as vítimas

O acidente fez ainda outra vítima no solo, um motorista de um camião com cerca de 40 anos, residente em Mem Martins, no concelho de Sintra, que descarragava mercadorias no supermercado.

O seu camião foi atingido pela aeronave. Os trabalhos de remoção dos destroços decorrem durante o dia de hoje, terça-feira.

Veja também:

O bimotor atingiu também uma habitação junto à superfície comercial,  nove pessoas ficaram desalojadas.

O aeródromo municipal de Cascais, em Tires, detalhou que, pelas 11:05 de segunda-feira, “o voo de um operador privado, Symbios Orthopedic, envolvendo uma aeronave PA-31, que descolava de Cascais com destino a Marselha, com três passageiros e um tripulante a bordo, sofreu um acidente fora do espaço aeroportuário”.

O bimotor Piper, modelo Cheyenne II, da empresa especializada em implantes ortopédicos, despenhou-se após percorrer cerca de dois quilómetros, no parque de descargas de um supermercado LIDL, numa densa área habitacional.

Além das vítimas mortais, quatro pessoas ficaram feridas, por inalação de fumo, duas delas foram assistidos no local e os outros dois transportados para o hospital de Cascais.

No local foram ainda assistidos oito moradores, que sofreram “crises de ansiedade” provocadas pelo acidente, pela unidade psicológica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O supermercado encontrava-se, na altura do acidente, com alguns clientes, mas as pessoas saíram do estabelecimento sem problemas de maior.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, passou pelo local para se inteirar das operações de socorro, que mobilizaram um total de 128 operacionais e 47 viaturas.

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) anunciou que vai publicar, no prazo de 30 dias, o relatório preliminar sobre a queda de uma aeronave em Tires.