Um avião aterrou de emergência, esta segunda-feira, no aeroporto Sá Carneiro, no Porto, com o vidro do cockpit partido. O aparelho, da Thomson Airways, fazia a ligação entre a Las Palmas, nas Canárias, Espanha, com destino a Bristol, em Inglaterra

Segundo conta o jornal The Sun, o piloto foi obrigado a fazer uma descida súbita dos 30 mil pés de altitude para os 10 mil pés antes de aterrar no Porto.

Os 220 passageiros que seguiam no voo seguiram esta terça-feira para Bristol, em Inglaterra, pouco depois da meia-noite, disse fonte da ANA à Lusa.

Segundo fonte oficial da ANA – Aeroportos de Portugal, o Boeing 757 da Thomson Airways, que seguia de Las Palmas, nas Canárias, Espanha, com destino a Bristol, em Inglaterra, fez um pedido de aterragem de emergência “por razões técnicas”, tendo aterrado normalmente, “sem quaisquer problemas”, no Porto, às 17:45 de segunda-feira.

“Os 220 passageiros e os tripulantes do voo seguiram para Luton pouco depois da meia-noite”, num outro avião da mesma companhia aérea, acrescentou a fonte.

Informação disponível no site da ANA - Aeroportos de Portugal mostra que o voo tinha partida agendada para as 00:15, mas só partiu às 01:23, tendo aterrado em Bristol às 03:06.