O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) registou, desde domingo, 116 sismos de baixa magnitude na zona das Furnas, ilha de São Miguel, onde se mantém uma atividade sísmica «acima dos valores normais de referência».

Na última atualização a propósito da atividade que se vem desenvolvendo desde domingo, localizada entre quatro e cinco quilómetros a oeste das Furnas, no concelho da Povoação, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) refere que desde «o início do presente período de instabilidade foram registados 116 eventos nesta área epicentral, todos de baixa magnitude».

O sismo mais forte até ao momento ocorreu no domingo, às 08:44 locais (uma hora mais tarde em Lisboa), com magnitude 2.0 (Richter) e foi sentido com intensidade máxima II/III (escala de Mercalli Modificada) na freguesia das Furnas.

No dia a seguir, na segunda-feira, outros dois eventos foram sentidos com intensidade máxima II (Escala de Mercalli Modificada) na vila das Furnas às 18:19 e 22:48 (hora local), respetivamente, adianta ainda a Proteção Civil dos Açores, acrescentando que ao longo de terça-feira «foram registados 57 eventos, tendo-se verificado um incremento da atividade sísmica após as 12 horas».

«O padrão de atividade observado mantém-se, verificando-se que os sismos ocorrem em pequenos grupos, alternando períodos de maior sismicidade com fases de acalmia. Neste contexto, não se pode excluir a ocorrência de novos períodos de libertação de energia, incluindo sismos sentidos», sublinha a proteção civil açoriana.