O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, disse hoje à agência Lusa que estavam pelo menos 21 portugueses no Nepal na altura em que ocorreu o sismo, sendo que sete pessoas já abandonaram o país. O número de mortos causados pelo sismo pode chegar aos dez mil. 

“Neste momento, são vinte e um portugueses” que foram identificados no Nepal, disse José Cesário.

De acordo com o secretário de Estado, “há sete que já saíram do país, alguns estão em via de sair e há outros que pretendem ficar”.


José Cesário disse que “há pessoas que ainda estão a estudar a forma de deixar o país”.

“É uma contabilidade que nós não sabemos quando é que vai acabar. Nenhum destes cidadãos está registado em lado nenhum. Estamos a aguardar", afirmou.


"Estamos a tentar contactar todos os portugueses pelas vias possíveis. Estamos a tentar perceber se eles têm documentos. Se têm forma de sair e, em casos extremos, vamos apoiar a sua saída do país”, sublinhou.



O sismo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros de Katmandu, e o número de mortos já ultrapassa os quatro mil, de acordo com fontes oficiais do Nepal e de países vizinhos.

O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias.

O sismo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros de Katmandu, e o número de mortos já ultrapassa os quatro mil, de acordo com fontes oficiais do Nepal e de países vizinhos.

O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias.

O secretário de Estado das Comunidades disse que todos os portugueses estão bem, não havendo notícia de feridos.

À TVI24, um português que está no Nepal descreveu os momentos que se viveram no país durante o sismo. Apesar de muitos tentarem regressar, Héli Camarrinha decidiu ficar no país para ajudar. 

No Portal das Comunidades Portuguesas ( http://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/conselhos-aos-viajantes), os cidadãos podem obter informações úteis antes de viajar para o estrangeiro, nomeadamente como realizar o seu registo de viagem junto das autoridades portuguesas (Registo ao Viajante - gec@mne.pt), o que facilita o contacto em momentos de emergência.