O Tribunal de Guimarães condenou esta quinta-feira a cinco anos de prisão, com pena suspensa, um comerciante daquele concelho que disparou sobre um outro comerciante espanhol, em setembro de 2013, após desentendimentos relacionados com um negócio de malha.

O arguido, de 70 anos, foi condenado por tentativa de homicídio e por posse de arma ilegal. Para a suspensão da pena, terá de doar 2.000 euros a uma instituição de solidariedade social. Terá ainda de pagar à vítima uma indemnização de 1.750 euros.

Os factos registaram-se em S. Cristóvão de Selho, em 26 de setembro de 2013, quando os dois comerciantes se terão envolvido numa discussão por causa de um negócio de malha.

O comerciante espanhol terá ido à casa do português para cobrar uma alegada dívida e acabou por se envolver em confrontos com o português e com a mulher.

No final da discussão, regressou ao carro mas foi atingido por um disparo de caçadeira, efetuado pelo português, desde a janela de casa.

O comerciante espanhol também é arguido no processo, por alegadas agressões físicas e verbais ao português e à mulher.

Foi condenado a 2000 euros de multa por dois crimes de ofensa à integridade física simples, por um crime de violação de domicílio e por um crime de injúrias.

O tribunal condenou-o igualmente ao pagamento de uma indemnização de 1.750 euros ao casal português.