A Polícia Judiciária (PJ) deteve duas pessoas suspeitas da autoria da tentativa de homicídio de dois familiares, em Valença, devido a uma herança.

Segundo o comunicado da PJ divulgado esta terça-feira, os factos remontam a 2012 e que os detidos, um homem e uma mulher, terão atuado por «motivos fúteis», relacionados com o «desejo de antecipação de herança familiar», mas também num clima de «persistente conflito quanto ao exercício do poder paternal sobre um menor».

Os detidos, de 31 e 35 anos de idade, não têm antecedentes criminais, acrescentou a fonte.

A investigação foi conduzida pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária, que identificou e deteve os dois suspeitos pela aquisição de uma arma de fogo ilegal, de calibre 6,35 milímetros, e pela «fabricação de um engenho explosivo improvisado».

Além disso são suspeitos da «presumível autoria de duas tentativas de homicídio», no caso um familiar direto e um ex-familiar próximo.

Com o material apreendido, prosseguiu a fonte, ambos «pretenderiam realizar os referidos homicídios».

Os dois suspeitos, uma comissionista e um empresário segundo apurou a Lusa, foram entretanto presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.