“Não havia estrada, parecia um rio de granizo que invadiu Celeirós. Não se conseguia ver sequer o paralelo, ficou tudo entupido”, disse à TVI um homem natural da freguesia.

As casas, sobretudo as mais antigas, sofreram muitos prejuízos.

“Muita pedra, muita água. Na minha casa caía mesmo como na rua. Se fosse para a rua não me molhava mais do que me molhei em casa”, afirmou uma das habitantes que ficou com a casa alagada.