O vento que se fez sentir durante a noite e a manhã de hoje na zona de Coimbra provocou a queda de 12 árvores, sem causar vítimas, mas provocou danos materiais, disse fonte dos sapadores daquela cidade.

Os danos materiais registaram-se em veículos automóveis estacionados na via pública, adiantou a mesma fonte da Companhia de Sapadores Bombeiros de Coimbra, que disse desconhecer ainda a quantidade de viaturas atingidas.

Além das árvores, também foram registadas ¿ em consequência do vento forte que se fez sentir sobretudo a partir das 04:00 e até ao final da manhã ¿ as quedas de um poste de iluminação pública e da estrutura de uma fábrica desativada.

A queda do poste de iluminação pública ocorreu na área da Solum, em pleno centro urbano, e a cedência da estrutura de uma fábrica de cerâmica, desativada há alguns anos, foi registada em Antanhol (na periferia da cidade), acrescentou a mesma fonte.

O espaço de tempo compreendido entra as 09:00 e as 12:00 foi o período durante o qual os bombeiros receberam mais pedidos de intervenção para este tipo de situações.