Portugal continental apresenta hoje um risco «muito alto» de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, todos as regiões dos 18 distritos portugueses encontram-se com risco «muito alto» de exposição, exceção para Vila Real, que apresenta apenas risco «alto».

Estes distritos apresentam índices de UV de níveis oito e nove, numa escala que vai até ao 11, o que leva o IPMA a aconselhar o uso de óculos com filtro ultravioleta, chapéu e protetor solar e ainda a evitar a exposição das crianças ao sol.

O Funchal, na Madeira, apresenta o índice mais elevado (dez), enquanto Vila Real, no continente, é a região que apresenta um menor risco, com nível de sete.

A radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde se o nível exceder os limites de segurança, adverte o IPMA.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje em Portugal continental céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se temporariamente muito nublado no litoral a norte do cabo Raso até ao início da manhã e para o final do dia. Durante a tarde, é esperado um aumento temporário de nebulosidade nas regiões do interior norte e centro.

O vento será em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado de noroeste no litoral oeste e de sudoeste na costa sul do Algarve, em especial durante a tarde.

Prevê-se uma pequena descida da temperatura máxima no litoral oeste e pequena subida nas regiões do interior centro e sul.

Para a Madeira, a previsão do IPMA aponta ainda para períodos de céu muito nublado, apresentando-se geralmente pouco nublado nas vertentes sul na ilha, com aguaceiros fracos nas vertentes norte, em especial até ao final da manhã. São esperados 23 graus Celsius de máxima.

Nos Açores, no grupo ocidental prevê-se céu geralmente pouco nublado, enquanto no grupo central e oriental estão previstos períodos de céu muito nublado com boas abertas e condições favoráveis à formação de neblinas durante a madrugada e inicio da manhã. As temperaturas rondam os 24 em Santa Cruz das Flores, 23 em Angra do Heroísmo e Ponta Delgada e 16 na Horta.

No Continente, são esperados 25 graus de máxima em Lisboa e Faro, em Évora e Beja espera-se uma máxima de 30, 29 em Castelo Branco, 26 em Braga e 21 no Porto.

Alcoutim e Loulé com risco muito elevado de incêndio

Os concelhos algarvios de Alcoutim e de Loulé apresentam hoje risco muito elevado de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou ainda sob risco elevado de incêndio 16 concelhos portugueses, três na zona de Portalegre, quatro em Beja e um em Viseu.

O distrito de Faro é o que apresenta o maior número de concelhos com risco alto de incêndio (oito), de acordo com a informação disponível na página do IPMA na Internet.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou no sábado 41 incêndios, os quais foram combatidos por 519 bombeiros, apoiados por 140 veículos.