Este vai ser um fim de semana de muito calor. No sábado e no domingo, as temperaturas vão subir para valores superiores a 40 graus, tendo a Direção-Geral de Saúde alertado para a necessidade de a população se hidratar, bebendo muita água, proteger-se do calor e ter cuidados com as intoxicações alimentares.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob ‘Aviso Laranja’ os distritos de Braga, Santarém e Leiria devido ao tempo quente e à persistência de valores elevados da temperatura.

Segundo o IPMA, aqueles três distritos vão estar sob ‘Aviso Laranja’ entre as 10:00 de sábado e as 22:00 de domingo.

Os restantes 15 distritos de Portugal continental permanecem sob ‘Aviso Amarelo’ devido à persistência de valores elevados da temperatura.

O ‘Aviso Amarelo’ naqueles distritos vai estar em vigor entre as 10:00 de sábado e as 22:00 de domingo.

O 'Aviso Laranja’, o segundo mais grave de uma escala de quatro, é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado.

O 'Aviso Amarelo' é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades”.

Guarda com nível extremo de radiação solar 

O IPMA avisa ainda que o distrito da Guarda apresenta este sábado um nível extremo de radiação solar ultravioleta, enquanto o resto do país mantém um risco muito elevado de exposição.

Na sua página de internet, o IPMA utiliza mesmo a expressão “perigo” quando se refere ao dia de hoje na Guarda, onde o nível de alerta extremo recomenda que se evite o mais possível a exposição ao Sol e se aproveite o dia para descansar em casa.

No resto do país, mantém-se o nível de alerta de sexta-feira, quando todas as regiões do país apresentavam risco ‘Muito Elevado’ de exposição à radiação ultravioleta (UV), recomendando o instituto o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

Os raios ultravioleta desempenham um papel determinante em muitos processos na biosfera, possuindo muitos efeitos benéficos, mas podem causar graves prejuízos para a saúde se o nível de UV exceder os limites de “segurança”.

O Índice UV varia entre menor que 2, em que o UV é baixo, 3 a 5, moderado, 6 a 7, alto, 8 a 9, muito alto e superior a 11 extremo.

Os valores médios do UV para a latitude de Portugal, enquadram-se para o período compreendido entre os meses de outubro e abril entre 3 e 6, o que significa moderado com possibilidade de alto em alguns momentos deste período, e entre 9 e 10 para o período compreendido entre maio e setembro, o que corresponde a muito alto.