As temperaturas máximas vão descer 4 a 5 graus a partir desta sexta-feira, prevendo-se também períodos de chuva que pode ser forte e acompanhada de trovoada, disse à agência Lusa o meteorologista Bruno Café.

«Estamos a falar de descidas da temperatura máxima que poderão ser de 4 a 5 graus Celsius hoje. Essa descida, de 4 a 5 graus, continua no sábado e no domingo. Estamos a falar de valores de temperatura máxima para hoje entre os 22 e os 27 graus e no domingo entre os 16 a 22 graus», disse Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Bruno Café, para hoje está previsto céu pouco nublado ou limpo, tornando-se gradualmente muito nublado no litoral oeste a partir do início da tarde e progredindo para o interior, períodos de chuva a partir do meio da tarde nas regiões do litoral a norte do Cabo Espichel, estendendo-se ao interior, e sendo por vezes forte no Minho e Douro Litoral para o final do dia.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante leste, tornando-se moderado e forte nas terras altas, pequena subida da temperatura mínima no litoral norte e centro e descida da máxima.

O meteorologista do IPMA adiantou à Lusa que o fim de semana vai ser marcado pela chuva, que poderá ser forte e acompanhada por trovoadas nas regiões norte e centro até final da tarde.

«No sábado prevê-se céu em geral muito nublado, com abertas na região sul, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir da tarde, períodos de chuva ou aguaceiros, em especial nas regiões norte e entro e até final da tarde, condições favoráveis à ocorrência de trovoada nas regiões norte e centro até final da tarde», disse.

Segundo Bruno Café, está também previsto para o fim de semana vento em geral fraco predominando do quadrante oeste, soprando moderado de norte no litoral a norte do Cabo Raso a partir do início da tarde, sendo de sueste na costa sul do Algarve até ao início da tarde, neblina ou nevoeiro matinal, em especial nas regiões norte e centro e descida da temperatura máxima, em especial nas regiões norte e centro.

Madeira sob aviso amarelo
A Madeira está hoje sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de chuva forte, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, a Madeira está sob aviso amarelo entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de sábado devido à previsão de chuva ou aguaceiros que podem ser pontualmente fortes.

A previsão do estado do tempo para o arquipélago da Madeira aponta para períodos de céu muito nublado, tornando-se geralmente muito nublado a partir do início da manhã, períodos de chuva ou aguaceiros a partir do início da tarde, em especial nas vertentes norte, podendo ser por vezes fortes nas terras altas.

Está também previsto vento em geral fraco do quadrante oeste, tornando-se gradualmente moderado do quadrante norte a partir do início da tarde, e soprando moderado a forte de norte nas terras altas a partir do meio da tarde.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido pelo IPMA quando existem situações de risco para algumas atividades dependentes da situação meteorológica.

Para os Açores prevê-se períodos de céu muito nublado com boas abertas, vento noroeste moderado.

Quanto às temperaturas, em Lisboa, Porto, Braga, Bragança, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu prevê-se uma máxima de 23 graus Celsius, Guarda 17, Castelo Branco, Faro e Braga 24, Évora, Portalegre, Coimbra e Funchal 25, Beja 26, Ponta Delgada 19 e Santa Cruz das Flores e Angra do Heroísmo 18.

Quatro concelhos de Faro e Coimbra sob risco muito elevado de incêndio

Apesar da anunciada descida das temperaturas, quatro concelhos dos distritos de Faro e Coimbra apresentam hoje risco muito elevado de incêndio, de acordo IPMA.

Em risco muito elevado de incêndio estão os concelhos Monchique (Faro), Pampilhosa da Serra, Gois e Miranda do Corvo (Coimbra).

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.