O tempo estará quente e sexo esta sexta-feira, com temperaturas acima de 40º em alguns distritos. Cinco estão mesmo sob aviso laranja, o segundo mais grave. Mas as temperaturas vão descer entre dois a cinco graus Celsius no fim de semana, em Portugal continental.

“Hoje já temos uma pequena descida da temperatura, mas apenas na região Sul. Ainda vamos ter temperaturas entre os 40 e os 42 graus nas capitais de distrito do Alentejo e entre 35 e 39 no interior Norte e Centro”, adiantou à agência Lusa o meteorologista Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No sábado há uma descida da temperatura máxima e mínima, não devendo ultrapassar os 40 graus. No domingo desce de uma forma mais generalizada e a temperatura na região do Alentejo não deverá ultrapassar os 37 graus. Há uma tendência de descida da temperatura que se prolonga na primeira parte da próxima semana. Em geral vamos ter descidas, mas que não serão de forma igual em todos os distritos”.

Os distritos que continuam hoje sob aviso laranja são Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja, quase todos com temperaturas acima dos 40 graus.

Com o nível de alerta mais baixo, estão sob aviso amarelo seis distritos: Braga, Bragança, Vila Real, Viseu, Setúbal e Faro.

O tempo quente e seco em todo o país aumenta o perigo de incêndio e pede cuidados redobrados com a saúde. Os avisos são da Proteção Civil.

Radiação ultravioleta: risco extremo

Fique também a saber que oito regiões do continente e da Madeira apresentam hoje risco extremo de exposição à radiação ultravioleta, enquanto o resto do país está com níveis muito elevados.

De acordo com o IPMA, em risco extremo de exposição à radiação UV estão as regiões de Beja, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém, Setúbal e no Funchal (Madeira).

O Instituto recomenda para as regiões em risco extremo que se evite o mais possível a exposição ao sol.

O resto do país está com níveis muito elevados e elevados de exposição à radiação UV.

Siga estes conselhos para lidar com o calor

Ontem, a Direção-Geral de Saúde recomendou que as pessoas tomem medidas de proteção contra o calor.

Os grupos de risco são, principalmente, as crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas. Devem seguir estas recomendações:

  • aumentar a ingestão de água ou sumos de fruta natural, sem açúcar
  • evitar o consumo de bebidas alcoólicas
  • procurar ambientes frescos e arejados ou climatizados.
  • evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas
  • utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30
  • renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina
  • usar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo
  • usar chapéu de abas largas, óculos de sol
  • evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente, desportivas e de lazer ao ar livre.

Para quem tem de viajar de carro, a DGS recomenda para o fazer nas horas de menor calor e não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

No caso dos doentes crónicos, a Direção-Geral da Saúde aconselha a seguir as recomendações do médico assistente ou da Saúde 24 (808 24 24 24).

Também deve assegurar-se que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco e arejado e que os bebés até aos seis meses não devem estar sujeitos à “exposição solar, direta ou indireta”.

“Contactar e acompanhar os idosos e outras pessoas que vivam isoladas”, assegurando a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco e arejado é outro dos conselhos.

Risco máximo de incêndio

O IPMA avisa que estão em risco máximo de incêndio, hoje, 37 concelhos de Faro, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Santarém, Viseu e Bragança.

  • Faro (sete)
  • Santarém (dois)
  • Portalegre (três) 
  • Castelo Branco (sete)
  • Coimbra (dois)
  • Guarda (seis)
  • Viseu (três)
  • Bragança (sete)