O IPMA prevê para esta terça-feira, nas regiões do Norte e Centro, céu pouco nublado, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral, aumentando de nebulosidade no interior a partir do final da tarde e períodos de chuva fraca ou chuvisco no litoral.

A previsão aponta ainda para vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado nas terras altas, neblina ou nevoeiro matinal, em especial no litoral, descida da temperatura mínima nas regiões do interior e da máxima.

Na região Sul, prevê-se céu pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade até meio da manhã, vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando temporariamente moderado no litoral, a partir do início da tarde, e nas terras altas.

Está também prevista neblina ou nevoeiro matinal e pequena descida da temperatura mínima nas regiões do interior e da máxima.

Na Madeira, prevê-se períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral pouco nublado nas vertentes sul da ilha durante a tarde, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte até ao início da manhã, vento fraco a moderado do quadrante norte e descida de temperatura nas terras altas.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre os 18 e os 26 graus Celsius, no Porto entre 17 e 23, em Vila Real entre 15 e 28, em Bragança entre17 e 33, em Viseu entre 13 e 26, na Guarda entre 14 e 29, em Coimbra entre 16 e 25, em Castelo Branco entre 15 e 33, em Portalegre entre 17 e 31, em Santarém entre 17 e 30, em Évora entre 13 e 34, em Beja entre 14 e 34 e em Faro entre 21 e 32.

Quase 50 concelhos com risco máximo de incêndio

Quase meia centena de concelhos de oito distritos de Portugal continental estão em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o Instituto, estão em risco máximo de incêndio cerca de meia centena de concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra Guarda, Bragança e Vila Real.

Ainda no que diz respeito ao risco de incêndio, o IPMA dá conta de vários concelhos com risco elevado e muito elevado em todos os 18 distritos de Portugal Continental e ainda em vários concelhos da ilha da Madeira.