A primeira onda de calor do ano ocorreu entre os dias 11 e 16 de junho, com valores da temperatura do ar muito elevados e noites tropicais, com temperaturas mínimas acima dos 20°C, em alguns locais.

De acordo com os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), «neste período quente ocorreu uma onda de calor nalguns locais do Continente», situação originada por «influência de um fluxo predominante de leste sobre o território do continente».

Para este fenómeno contribuiu, a partir de dia 12, um anticiclone localizado próximo das Ilhas Britânicas e, a partir de dia 14, também de uma região depressionária centrada no sul da Península Ibérica.

O IPMA adianta que a onda de calor não deverá ter uma extensão temporal muito superior à já verificada, embora ainda sejam esperados valores próximo de 30ºC no nordeste Transmontano e Beira Alta até dia 20 de junho.

No entanto, está prevista uma descida gradual de temperatura nos próximos dias, que já teve início no litoral da região Sul, no dia 16.