A semana vai arrancar com chuva e muitas nuvens um pouco por todo o país. Sete distritos do continente estão esta segunda-feira sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de chuva forte.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) indica que os distritos de Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja, Santarém, Faro e Setúbal estão sob aviso amarelo devido à previsão de chuva ou aguaceiros por vezes fortes e que poderão ser acompanhados de trovoada. O instituto informa na sua página da Internet que o aviso tem início às 09:00 e termina às 21:00 desta segunda-feira.

Também a Madeira está sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora e de agitação marítima, prevendo-se ondas do quadrante norte com 4 a 5 metros de altura, entre a 01:00 e as 12:00 desta segunda-feira.

O IPMA prevê para esta segunda-feira no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes, condições favoráveis à ocorrência de trovoada, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado a forte nas terras altas.

Está também prevista neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e pequena subida da temperatura máxima.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros, em especial nas vertentes norte e nas terras altas, vento moderado a forte do quadrante norte, com rajadas da ordem de 70 quilómetros por hora em especial até ao final da manhã, sendo de 90 quilómetros por hora nas terras altas.

Está também prevista uma pequena subida da temperatura mínima.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre os 16 e os 22 graus Celsius, no Porto entre 14 e 22, em Bragança e Viseu entre 12 e 28, na Guarda 11 e 16, em Castelo Branco entre 14 e 20, em Santarém entre 14 e 23, em Évora entre 13 e 21, em Beja entre 14 e 21, em Setúbal entre 15 e 22, em Faro entre 17 e 22 e no Funchal entre 19 e 24.


Barras fechadas devido à agitação marítima


As barras de Caminha, Vila Praia de Âncora e Tavira estão esta segunda-feira fechadas a toda a navegação e outras cinco estão condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte, informou a Marinha portuguesa.

De acordo com a informação disponível na página da Marinha na Internet às 06:00, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora e Tavira estão fechadas à navegação devido à previsão de agitação marítima forte, prevendo-se ondas até quatro metros.

A Marinha informou também que a barra marítima de São Martinho do Porto está com a navegação condicionada apenas na preia-mar.

Segundo a Marinha, a barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, enquanto na de Vila do Conde as embarcações devem navegar apenas duas horas antes e depois da preia-mar.

Também as barras de Faro e de Vila Real de Santo António estão hoje condicionadas a embarcações de comprimento inferior a 10 e a 12 metros, respetivamente.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para na costa ocidental a norte do Cabo Raso ondas de sudoeste com 1 a 1,5 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste com 1,5 a 2,5 metros.

Na costa ocidental a sul do Cabo Raso prevê-se ondas de sudoeste com 1,5 a 2,5 metros e na costa sul ondas com 1 a 2 metros, aumentando para 2 a 2,5 metros.