As temperaturas máximas vão subir gradualmente a partir de sexta-feira, prevendo-se que no fim de semana ultrapassem os 30 graus Celsius em Lisboa e Vale do Tejo e no Alentejo, disse esta quarta-feira o meteorologista Ricardo Tavares.


“Para hoje ainda estamos a prever períodos de céu muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir do meio da tarde, aguaceiros nas regiões do norte e centro, que vão diminuir de intensidade e frequência”, adiantou à agência Lusa o meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


De acordo com Ricardo Tavares, o tempo irá melhorar a partir de sexta-feira, dia para o qual não está prevista precipitação, como aconteceu na terça-feira, em que vários distritos no norte do país estiveram com aviso vermelho devido a chuvas fortes, que causaram inundações e queda de árvores.

“Vamos ter sim alguma nebulosidade até meio da manhã nas regiões do norte e centro, mas depois o céu vai ficar pouco nublado ou limpo em todo o território, situação que vai manter-se no sábado e no domingo”, adiantou.

Segundo o meteorologista, é no domingo que as temperaturas vão estar mais altas, com máximas em algumas regiões do país a registarem valores acima dos 30 graus.

“Em alguns sítios do continente vamos ter subidas de 7/8 graus”, referiu.
 

Vários distritos em risco 'Muito Alto' de exposição a raios UV


Durante o dia de hoje, o IPMA alerta para o risco 'Muito Alto' de exposição à radiação ultravioleta no Porto Santo, e para outras 22 regiões, que estão com níveis 'Altos'.

O IPMA informa na sua página da Internet que a região do Porto Santo apresenta hoje níveis 'Muito Altos' de exposição à radiação UV, enquanto Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, Viseu, Vila Real, Horta e Ponta Delgada (Açores) estão com níveis 'Altos'.

Em risco ‘Moderado’ de exposição à radiação UV estão Braga, Viana do Castelo, Santa Cruz das Flores e Angra do Heroísmo (Açores).

Para as regiões com níveis 'Muito Alto' e 'Alto', o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de aconselhar que seja evitada a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'Baixo', 3 a 5 ('Moderado'), 6 a 7 ('Alto'), 8 a 10 ('Muito Alto') e superior a 11 ('Extremo').

O IPMA prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir do meio da tarde, e apresentando-se em geral pouco nublado na região sul até ao início da manhã e aguaceiros nas regiões norte e centro, diminuindo gradualmente de intensidade e frequência a partir do meio da tarde.

Está também previsto vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado no litoral a sul do Cabo Raso a partir da tarde, e sendo moderado a forte nas terras altas até meio da manhã e a partir do final da tarde.

A previsão aponta ainda para uma descida da temperatura mínima e da máxima nas regiões norte e centro.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros fracos, em especial nas vertentes norte da ilha e nas terras altas, vento fraco a moderado de nordeste e pequena descida da temperatura máxima.

Para os Açores prevê-se períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos a partir da tarde no grupo central e vento moderado.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 15 e 22 graus Celsius, no Porto entre 13 e 18, em Vila Real entre 10 e 17,em Viseu entre 9 e 17, em Bragança entre 8 e 17, na Guarda entre 8 e 14, em Coimbra entre 13 e 19, em Castelo Branco entre 11 e 21, em Évora entre 10 e 24, em Beja entre 12 e 23, em Santarém entre 13 e 23, em Faro entre 14 e 23, no Funchal entre 21 e 25, em Ponta Delgada entre 17 e 23, em Angra do Heroísmo entre 16 e 23 e em Santa Cruz das Flores entre 18 e 24.
 

Quatro barras do continente fechadas


Apesar das previsões de melhoria do tempo, as barras da Póvoa de Varzim, Esposende, Vila do Conde e São Martinho do Porto estão hoje fechadas à navegação e outras três estão condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte, informa a Marinha.

Segundo informação disponível às 06:00 na página da Marinha Portuguesa na Internet, estão previstas ondas com 4 a 5 metros.

A Marinha informa também que as barras do Douro e Figueira da Foz estão fechadas a embarcações com comprimento inferior a 35 metro e a de Aveiro a inferior a 15 metros.

O IPMA prevê para hoje na costa ocidental ondas de noroeste com 3 metros, diminuindo gradualmente para 2 a 2,5 metros.

Na costa sul prevê-se ondas de sudoeste com 1 a 1,5 metros, diminuindo gradualmente para ondas inferiores a 1 metro.

A temperatura da água do mar vai oscilar entre 16 e 18 graus Celsius.