Este será um domingo de chuva e vento forte em Portugal. A alteração do estado do tempo deve-se à aproximação de uma frente fria. 

O mau tempo vai estender-se a todo o país, principalmente nos distritos do litoral norte e centro.

São esperadas rajadas de vento até 75 quilómetros por hora, em especial no litoral. Pode chegar aos 90 quilómetros por hora nas terras altas.

Onze distritos estão sob aviso amarelo, por causa do nevoeiro e da chuva. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, são eles os distritos de Vila Real, Bragança, Viana do Castelo, Braga, Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil emitiu mesmo, no sábado, um aviso à população por causa do agravamento das condições meteorológicas.

Ao mesmo tempo, alerta para situações de piso escorregadio, eventual formação de lençóis de água e possibilidade de cheias rápidas. Cuidado redobrado para quem anda na estrada. 

Há ainda a possibilidade de ocorrerem inundações em estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem e danos em estruturas montadas ou suspensas. Para além disso, não se admite se caírem ramos ou mesmo árvores inteiras por causa do vento mais forte.


Conselhos de prevenção


A ANPC recorda que o eventual impacto dos efeitos mencionados pode ser minimizado. Daí que, em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, deixe estas recomendações.

"– Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;

- Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

- Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

- Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;

- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais;

- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança."