O estado do tempo vai agravar-se a partir de domingo com precipitação e vento forte, queda de neve acima dos 800/1000 metros e descida da temperatura.

“A partir do domingo, prevê-se um agravamento do estado do tempo com precipitação, que pode ser forte, em especial nas regiões do norte e centro, queda de neve acima dos 800/1000 metros e também vento moderado a forte nas terras altas”, adiantou a meteorologista Madalena Rodrigues, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em declarações à agência Lusa.

De acordo com a especialista, para hoje está previsto no continente céu pouco nublado ou limpo, com alguma nebulosidade nas regiões do litoral norte e centro e possibilidade de chuva fraca ou chuvisco no Minho.

No que diz respeito às temperaturas, durante o dia está prevista uma descida da mínima e da máxima.

“Estamos a falar, a partir de hoje, de uma descida da temperatura máxima entre 3 e 5 graus Celsius e da mínima entre 2 e 4, mantendo-se depois nos próximos dias mais ou menos sem grandes alterações”, antecipou.

As máximas deverão rondar os 13 graus no Porto, 16 em Lisboa e 22 em Faro.

“Na segunda e na terça-feira vamos continuar com precipitação. Vamos ter tempo húmido, com precipitação e vento forte devido à passagem de uma superfície frontal”, concluiu Madalena Rodrigues.

Duas barras fechadas

As barras de Esposende e São Martinho do Porto estão hoje fechadas a toda a navegação e outras quatro estão condicionadas por causa da agitação marítima, devido à previsão de ondas até 4,5 metros, de acordo com informação disponível no site da Marinha.

A barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros e em Vila do Conde as embarcações devem navegar apenas duas horas antes e depois da preia-mar.

A Marinha indica também que as barras de Aveiro e da Figueira da Foz estão apenas fechadas a embarcações com calado inferior a 35 metros.

Devido à previsão de forte agitação marítima, o IPMA colocou hoje sob ‘Aviso Amarelo’ os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa.

Estes sete distritos estão sob ‘Aviso Amarelo’ desde as 12:00 de quinta-feira e até às 09:00 de hoje devido à previsão de agitação marítima, com ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros.

O 'Aviso Amarelo', o terceiro mais grave numa escala de quatro, representa uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O instituto prevê para hoje na costa ocidental a norte do Cabo Raso ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros, diminuindo gradualmente para 2 a 3 metros.

Na costa ocidental a sul do Cabo Raso estão previstas ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros enquanto na costa sul as ondas de sudoeste devem chegar a um metro.