A temperatura vai aumentar no Continente a partir de segunda-feira, acima dos 35 graus, com exceção da faixa costeira, tendência que se deverá manter até quarta-feira, de acordo com Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

«Nos próximos dias [o tempo] continua com céu geralmente limpo, amanhã [domingo] ainda pode haver formação de algum nevoeiro na faixa costeira durante a madrugada e a manhã», disse à Lusa a meteorologista Paula Leitão.

Ainda no domingo, o vento vai soprar de nortada, tornando-se moderado durante a tarde no litoral, «mas diminui a intensidade do vento para os dias seguintes», acrescentou.

Na segunda e terça-feira, «o vento vai ser mais fraco e a temperatura tem tendência para subir gradualmente», com valores acima dos 35ºC.

Estas «são temperaturas vulgares nesta altura do ano em Portugal Continental», sublinhou Paula Leitão, adiantando que «a temperatura, a partir de segunda-feira, vai atingir valores entre os 35ºC e os 40ºC em quase todo o território».

Ou seja, «excetuando a faixa costeira, as temperaturas vão ser superiores a 35ºC».

De acordo com uma nota na página eletrónica do IPMA hoje atualizada, a previsão é de tempo quente no Continente e na Madeira devido à influência de um anticiclone que se estende para a Península Ibérica.

Com o deslocamento do anticiclone para nordeste, na segunda-feira, uma massa de ar muito quente e seca irá influenciar o território do Continente, originando uma subida significativa da temperatura do ar, o que irá gerar valores acima dos 35ºC.

Em alguns locais do interior do Alentejo, as temperaturas poderão ultrapassar os 40ºC.

Neste período, a temperatura mínima será mais elevada, acima dos 20ºC, no interior Centro e Sul.

Para o arquipélago da Madeira, a previsão é de continuação de tempo quente e seco até terça-feira.