O parlamento aprovou, esta sexta-feira, com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP, uma alteração da lei do cinema e audiovisual apresentada pelo Governo, tendo chumbado dois projetos de PCP e Bloco de Esquerda (BE) sobre a matéria.

A proposta de alteração do Governo, que mereceu os votos contra de todos os partidos da oposição, diz respeito à cobrança de uma taxa aos operadores de televisão por subscrição e à entrada da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), como investidora e auditora, no setor.

Os deputados votaram também propostas do PCP e BE sobre o setor, nomeadamente sobre o financiamento da Cinemateca, projetos de lei chumbados com os votos contra da maioria de direita, a abstenção do PS, e a «luz verde» de PCP, BE, e partido ecologista «Os Verdes».