Trinta mil vídeoprojectores começaram esta quinta-feira a ser distribuídos em escolas públicas do País, cumprindo-se assim mais um objectivo do Plano Tecnológico de Educação (PTE), noticia a Agência Lusa.

O Ministério da Educação (ME) iniciou a instalação de vídeoprojectores em 18 escolas públicas do 2º e 3º ciclos e com ensino secundário, no âmbito do PTE.

O objectivo é «garantir um vídeoprojector por cada sala de aula no decorrer do presente ano lectivo», disse à Agência Lusa o coordenador do programa, João Trocado da Mata. «O objectivo principal é modernizar as infra-estruturas das escolas, bem como o processo de ensino utilizado», acrescentou.

Em comunicado, o PTE avançou que a implementação deste projecto, orçado em 14,7 milhões de euros, surgiu no seguimento do concurso público internacional «para a aquisição de bens e serviços necessários ao fornecimento, instalação, manutenção e help-desk de apoio aos referidos equipamentos».

Lançado há um ano, este plano do Ministério da Educação prevê ainda que as escolas tenham, até ao final do ano lectivo, a instalação de computadores, de forma a atingir o rácio de dois alunos por computador com ligação à Internet, nove mil quadros interactivos nas salas de aulas e a criação do cartão electrónico para todos os alunos.

Quanto aos quadros interactivos, João Trocado da Mata adiantou que a instalação vai «arrancar a partir da próxima semana», assim como a distribuição de computadores.

Prevê-se que a entrega de 111 mil computadores comece «dentro de dez dias», depois do projecto ter sido aprovado quarta-feira pelo Tribunal de Contas, adiantou o responsável.

O PTE representa um investimento de cerca de 400 milhões de euros e pretende colocar Portugal entre os cinco países europeus mais avançados na modernização tecnológica dos estabelecimentos de ensino.