A companhia aérea TAP decidiu recorrer a um avião A330 para regularizar a situação dos voos cancelados para a Madeira em virtude dos ventos fortes de terça-feira, disse à Lusa fonte do Aeroporto do Funchal.

Cerca de 800 passageiros que, na terça-feira, continuavam à espera de um voo para aquela região autónoma já partiram para aquela cidade madeirense ou vão fazê-lo o mais tardar na manhã desta quarta-feira anunciara já o porta-voz da TAP.

Assim, os passageiros dos dois primeiros voos previstos da Madeira para Lisboa na manhã desta quarta-feira viajarão na aeronave com capacidade para 230 pessoas.

O aeroporto do Funchal, situado a 20 quilómetros do centro da cidade, está a funcionar com normalidade e não há qualquer foco de incêndio na sua zona envolvente.

Os fortes ventos que se sentiram na cidade do Funchal nos últimos dias obrigaram ao cancelamento de vários voos dos aeroportos de Lisboa e do Porto com destino à Madeira, uma situação que não tem qualquer relação com os incêndios que já chegaram ao centro histórico do Funchal e destruíram pelo menos 37 imóveis e provocaram dezenas de desalojados.