Uma viagem de avião entre Lisboa e Maputo durou 53 horas, de acordo com a denúncia feita por um dos passageiros, em declarações à TSF.

A viagem da TAP, que normalmente demora 11 horas, começou mal ainda antes de descolar, na terça-feira de manhã, no aeroporto da Portela. «O avião tentou fazer-se à pista, mas teve uma avaria no motor nº 3. Estivemos duas horas retidos dentro do avião. Ao aterrar em Maputo não havia condições porque havia muito nevoeiro e demos início a um levamentamento brusco para Joanesburgo. Não tínhamos uma pessoa sequer da TAP para nos atender, dar informações. Com malas, bagagens, crianças, estivemos cinco horas e meia à espera que alguém viesse ter connosco», relatou Pedro Silva.

Em Joanesburgo, os passageiros tiveram de aguardar várias horas. Foram depois levados para um hotel perto do aeroporto, por volta das 06:00. Às 14:30, estavam de novo no aeroporto para fazer chsck-in e o voo para Maputo foi marcado para as 22:40, mas só entraram no avião às 00:40.

De acordo com Pedro Silva, nessa altura, foi identificada uma nova avaria no motor nº 4 que obrigou a uma nova espera de mais três horas, gerando «pânico a bordo, grupos que queriam sair [do avião] porque já não tinham confiança no avião, tinham medo que caísse».

Os passageiros ponderam agora apresentar queixa contra a transportadora e um abaixo assinado. Os passageiros ponderam ainda criar um grupo no Facebook para revelar vídeos e fotografias da viagem.