A Unidade de Ação Fiscal da GNR aprendeu, esta quinta-feira, 80.300 cigarros manufaturados e 80 quilos de folha de tabaco a granel, no valor de 43 mil euros, durante uma operação desencadeada no Norte do país.

A ação, realizada pelo Destacamento de Ação Fiscal do Porto e que envolveu 70 militares, realizou-se nos concelhos de Vila Nova de Gaia, Porto, Montalegre, Fafe e Guimarães.

No decorrer da operação, foram ainda constituídas arguidas duas pessoas, que foram sujeitas a termo de identidade e residência.

Durante o dia de hoje, os militares realizaram 22 buscas em domiciliárias, estabelecimentos comerciais, armazéns e viaturas que levaram à apreensão de 80.300 cigarros manufaturados e 80 quilos de folha de tabaco a granel.

De acordo com a GNR, este tabaco possui um "valor estimado de cerca de 43 mil euros".

Foram ainda apreendidos 6.340 euros, uma pistola de 6,35 milímetros, quatro equipamentos informáticos e diversos documentos comerciais.

Esta operação policial resultou de um inquérito que corre os seus termos no Ministério Público de Cabeceiras de Basto e teve origem numa apreensão ocorrida em julho de 2015, naquela vila, de 70.000 cigarros manufaturados.

A iniciativa contou com a colaboração de militares dos destacamentos de Ação Fiscal de Coimbra e de Lisboa.