A Policia Judiciária (PJ) anunciou, esta terça-feira, a detenção de três suspeitos de se dedicarem ao tráfico de estupefacientes entre o continente e a ilha do Faial, nos Açores, tendo apreendido mais de 5.000 doses individuais de pólen de haxixe.

Segundo um comunicado da PJ, o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada, “com a colaboração da Unidade Nacional de Combate de Estupefacientes, no âmbito de uma investigação que tinha em curso, identificou e constituiu cinco arguidos, tendo detido três deles, pela presumível prática dos crimes de tráfico de estupefacientes e de detenção de arma proibida”.

No decurso das diligências investigatórias, realizadas na ilha do Faial e na região de Lisboa, foram apreendidas mais de 5.000 doses individuais de pólen de haxixe, dinheiro, uma viatura todo-o-terreno, uma balança de precisão, munições de arma de fogo, bem como um aerossol e outros objetos de valor e de interesse probatório”, acrescenta a PJ, indicando que os detidos têm entre os 24 e os 52 anos.

Fonte da PJ adiantou à agência Lusa que a investigação, que decorria desde 2015, permitiu "desativar um grupo que tinha muita relevância para a introdução de droga no Faial, proveniente do continente".

Segundo a mesma fonte, "dois dos homens foram detidos na ilha do Faial e um terceiro na região de Lisboa", indicando ainda que "a maior parte da droga foi apreendida no Faial".

Dois dos detidos ficaram em prisão preventiva e o terceiro elemento ainda vai ser presente a primeiro interrogatório, avançou à Lusa a mesma fonte.