A associação SOS - Salvem o Surf apelou, este domingo, à Câmara de Cascais para que reveja o plano de pormenor previsto para junto à praia de Carcavelos e suspenda a construção de uma urbanização no local.

A comunidade de surfistas, que realizou este domingo uma conferência de imprensa, acusa a autarquia de não ter elaborado todos os estudos de impacto ambiental necessários e de querer avançar com um projeto que, dizem, «vai destruir a praia de Carcavelos».

«A câmara fez uma avaliação ambiental em que ignorou os impactos na praia e o que vai acontecer se este plano avançar é que a praia vai desaparecer daqui a umas décadas, porque o nível do mar está a subir e o paredão vai sofrer cada vez mais incidência da ondulação», afirmou à Lusa, o presidente da associação Pedro Bicudo.

O Plano de Pormenor do Espaço de Reestruturação Urbanística de Carcavelos-Sul (PPERUCS), que prevê a construção de uma urbanização, espaços verdes e ninho de empresas junto à praia, foi já aprovado pela câmara e pela assembleia municipal.

No entanto, o projeto tem motivado vários protestos por parte dos moradores e surfistas, que acusam o plano de desrespeitar as leis ambientais e de vir a prejudicar a qualidade de vida das pessoas.

«Sabemos que o plano já foi aprovado e que está nas mãos de câmara alterar alguma coisa e impedir que o projeto avance. Os estudos que foram feitos têm várias falhas científicas, não têm nenhum valor, por isso, esperemos que a autarquia reconsidere e veja que isto vai destruir a praia que é de todos», adiantou Pedro Bicudo.