Fala a voz da experiência. Lolly Daskal, CEO da Lead From Within, uma empresa que trabalha como consultora e coach, quer individualmente quer com empresas, para melhorar as relações de trabalho, dá algumas dicas para melhorar a sua imagem no emprego.

Para além do trabalho de campo, Lolly Daskal dá sugestões no seu site para ser um melhor profissional, quer como empregado, quer como empregador.

Assim, deixa cinco frases que “são música para os ouvidos” do seu patrão”. São elas:
 
1. “Eu tenho a solução”: os chefes resolvem e têm os ouvidos cheios de problemas dia após dia, mas, se chegar ao pé dele e disser que tem uma solução, ele vai ouvi-lo e destacar o seu empenho e a sua criatividade para resolver problemas em vez de criá-los.
 
2. “Eu trato disso” é outra frase que o superior elogia quando vem da boca do empregado. Admitir um erro, assumir a culpa e, ao mesmo tempo, disponibilizar-se para solucioná-lo é um sinal de caráter responsável.
 
3. “Eu faço isso” é um outro sinal de pro-atividade. Não espere que o superior delegue funções, ofereça-se para fazê-las retirando-lhe pressão dos ombros e, dessa maneira, ganha pontos junto da chefia.
 
4. “Eu posso ajudar”. Quando, numa situação inesperada, de última hora, se oferece para dividir e fazer o trabalho de outro colega que está assoberbado ou cheio de trabalho, não é só a amizade do seu colega que está a ganhar, recebe também o reconhecimento do empregador.
 
5.E, por fim, “eu tenho uma ideia”, é uma fase que mostra coragem e determinação, assim como empenho em querer ser melhor, diferente. Surpreende ao alterar o padrão de expetativas que têm sobre si.
 

Mas, as pessoas não são máquinas e Lolly Daskal sabe isso, pelo que deixa o conselho: “Aceite que é um ser humano e permita erros”.

 

No entanto, há fases que são proibidas de dizer a um empregador, tais como: “Não tenho a certeza” ou “lamento muito”. Também não deve dizer ao seu chefe que “vai tentar”.

Daskal também chama a atenção para os dez erros que os trabalhadores fazem constantemente:

1. “Perder a noção de quais são os seus objetivos”, quer profissionais quer pessoais.

2. “Sacrificar a sua felicidade” em nome de outra pessoa pode ser bonito, mas “esta é a sua vida e tem o direito a vivê-la” e a procurar a sua realização profissional.

3 .“Não se refugie no passado” para achar que não é capaz de fazer algo no presente.

4. “Não dê ouvidos aos seus medos”, uma espécie de voz interior que o impede de avançar. Acredite que é capaz e cale essa voz.

5.“Não perca tempo a pensar naquilo que os outros acham de si”.

6.“Foque-se apenas naquilo que pode controlar”, reconhecendo que é impossível controlar tudo na nossa vida.

7. "Evite dar-se com pessoas negativas".

8.Ambicionar o “perfecionismo” pode ser um pau de dois bicos. É uma qualidade, sem dúvida, para quem é ambicioso, mas também pode ser frustrante em alguns aspetos.

9. “Não guarde rancores”.
 
Seja “comprometido” com o seu trabalho e “faça o melhor que pode”,  “sem comparações” com os outros, porque, diz Lolly Daskal, “o que fala mais alto nem sempre é o mais confiante”. E, acima de tudo, “viva a vida de uma forma positiva”.

Dicas de Lolly Daskal para pensar e por em prática, porque (e este conselho não é de Daskal),

“Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje”, uma frase do presidente dos Estados Unidos,  Abraham Lincoln, tirada de um discurso de julho de 1850.