A GNR do Porto anunciou esta sábado ter fiscalizado 63 condutores e veículos, na área de serviço da A29 em Canelas, Gaia, referenciados pela prática de comportamentos desviantes, nomeadamente de «street racing» e de alteração de características de automóveis.

Em comunicado enviado à Lusa, a GNR do Porto refere ter desencadeado uma ação de fiscalização na área de serviço da A29 no sentido Porto/Espinho a partir das 23:30 de sexta-feira, que contou com a colaboração de PSP, envolvendo um total de 64 elementos policiais.

Em declarações à Lusa, o tenente-coronel Silva Ferreira referiu que quando as forças de segurança chegaram ao local estariam ali concentradas «entre 300 a 400 pessoas» e cerca de «uma centena de veículos».

«Não temos ideia ao certo desde quando é que terá começado ali este tipo de prática», disse, acrescentando que, pelo menos, desde o final do ano passado que o fenómeno «tem vindo a ganhar alguma dimensão».

No âmbito desta ação, a GNR elaborou 20 autos de contraordenação rodoviária, a sua maioria por alteração das características de veículos.

Não houve detenções nem apreensões de veículos, disse Silva Ferreira.

Nesta ação, foram ainda identificados sete indivíduos por posse de droga, tendo sido apreendidas 113 doses de haxixe e cinco doses de liamba.

O tenente-coronel salientou que a GNR «vai manter a presença no local» para que este tipo de fenómeno não volte a acontecer.

Os condutores, explicou, concentravam-se naquela área de serviço para depois efetuarem corridas ¿ «street racing» ¿ num pequeno troço da A29, no sentido Gaia/Porto.

Esta ação visou «evitar comportamentos desviantes, que podem por em risco as próprias pessoas [envolvidas] e quem por lá passa», concluiu.