Notícia atualizada

O homem suspeito de ter assassinado a mulher e uma filha, deixando outra em estado grave, em Soure, teve alta na madrugada de hoje, disse à agência Lusa uma fonte hospitalar.

Na madrugada de segunda-feira, o presumível homicida, de 49 anos, deu entrada com ferimentos ligeiros na urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), onde esteve em observações sob custódia da Polícia Judiciária (PJ).

A mesma fonte do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), que integra os HUC, disse que a filha de 13 anos, que sobreviveu ao ataque do pai com arma branca, na habitação da família, em Soure, «continua internada nos cuidados intensivos» do Hospital Pediátrico da cidade.

Mas o seu estado de saúde «está a evoluir favoravelmente», acrescentou. 

O suspeito vai ser ouvido hoje no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Coimbra, disse à agência Lusa uma fonte policial. A PJ prevê que o primeiro interrogatório judicial seja realizado «a meio da tarde».

Uma mulher de 47 anos e a sua filha de 16 anos morreram na segunda-feira, enquanto a outra filha, de 13 anos, ficou ferida com gravidade, na sequência de um ataque com arma branca atribuído ao marido e pai das vítimas.