Cinco distritos de Portugal Continental e algumas ilhas dos arquipélagos da Madeira e dos Açores apresentam este sábado um risco «muito alto» de exposição à radiação ultravioleta (UV), informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Encontram-se nesta situação os distritos de Aveiro, Braga, Porto, Sines e Viana do Castelo.

O Funchal e o Porto Santo, no arquipélago da Madeira, também estão sob risco muito alto de exposição à radiação UV, assim como Angra do Heroísmo, Horta e Ponta Delgada, nos Açores.

O IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, informando igualmente que se deve evitar a exposição das crianças ao sol. A radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde se o nível exceder os limites de segurança, acrescenta. O índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo, sendo o máximo o 11.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje céu geralmente muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade nas regiões Centro, Sul e interior Norte a partir da tarde. A partir da tarde, prevê-se a ocorrência de aguaceiros moderados no Minho e Douro Litoral, podendo ser acompanhados de trovoada.

O vento soprará em geral fraco (inferior a 20 km/h) predominando de sudoeste, tornando-se moderado (20 a 30 km/h) no litoral, em especial a norte do Cabo Raso, e moderado a forte (30 a 40 km/h) nas terras altas a partir do final da manhã. O IPMA prevê ainda uma pequena descida da temperatura máxima, em especial nas regiões do interior.

Para o arquipélago dos Açores, o IPMA prevê períodos de céu muito nublado com boas abertas. Já para a Madeira, prevê-se céu muito nublado e a ocorrência de aguaceiros.

As temperaturas máximas previstas são de 23.º em Lisboa, Faro e Funchal, 22.º no Porto e 24.º em Ponta Delgada.