A proteção civil dos Açores informou esta terça-feira que «a atividade sísmica», que se desenvolve desde há uma semana na zona das Furnas, na ilha de São Miguel, se mantém «acima dos valores normais de referência», embora tenham diminuído.

«Ao longo do dia 12 de janeiro foram registados quatro eventos, mas, apesar da diminuição do número de eventos registados, não se pode excluir a ocorrência de novos períodos de libertação de energia, incluindo sismos sentidos», adiantou, em comunicado, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) e o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA).

Desde dia 04 de janeiro que esta atividade sísmica se regista numa zona entre quatro e cinco quilómetros a oeste das Furnas, na ilha de S. Miguel.

Já foram registados 183 eventos nesta área epicentral, todos de baixa magnitude, de acordo com as últimas informações da proteção civil e do CIVISA, recordando que o sismo mais forte até ao momento ocorreu a 04 de janeiro e teve epicentro a cerca de quatro quilómetros a oeste das Furnas e foi sentido com intensidade máxima II/III na Escala de Mercalli Modificada nesta vila do concelho de Povoação.

«No dia 05, outros dois eventos foram sentidos com intensidade máxima II na vila das Furnas» e «sob o ponto de vista geológico, a sismicidade desenvolve-se no flanco oeste do Vulcão das Furnas», acrescentam.