Um sismo de magnitude 3,1 na escala de Richter foi registado nesta madrugada às 04:15, em Arraiolos, distrito de Évora, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

De acordo com o IPMA, o abalo , que teve epicentro 8 quilómetros a nordeste de Arraiolos, foi sentido.

A 15 de janeiro, um sismo de magnitude 4,9 na escala de Richter foi registado nas estações da rede Sísmica do Continente às 11:51 com epicentro a cerca de seis quilómetros a Norte-Nordeste de Arraiolos, no distrito de Évora. O tremor de terra foi sentido em Portugal continental, nomeadamente em vários concelhos do Alentejo.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima III/IV (escala de Mercalli modificada) na região de Arraiolos”, indicou o IPMA.

De acordo com informação do IPMA, a intensidade III corresponde a Fraco e o IV a Moderado. Neste último caso, “os objetos suspensos baloiçam. A vibração é semelhante à provocada pela passagem de veículos pesados ou à sensação de pancada duma bola pesada nas paredes. Carros estacionados balançam. Janelas, portas e loiças tremem. Os vidros e loiças chocam ou tilintam. Na parte superior deste grau as paredes e as estruturas de madeira rangem”.