O grupo rebelde Faylaq al-Rahmane, que ainda controla a zona sul de Ghouta oriental, anunciou a entrada em vigor, a partir da meia-noite, de uma cessar-fogo que permitirá negociações com a Rússia, um aliado do regime sírio.

O anúncio do cessar-fogo foi efetuado pelo porta-voz do grupo rebelde Faylaq al-Rahmane.

O cessar-fogo surge numa altura em que ocorreram diversos ataques aéreos que atingiram, esta quinta-feira, várias localizadas na zona controlada pelo Faylaq al-Rahmane, que causaram a morte de pelo menos 38 civis, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos do Homem.

Esta quinta-feira também, pelo menos 5000 pessoas abandonaram a zona de Ghouta Oriental, de acordo com dados do Ministério da Defesa Russo. Desde 18 de fevereiro, pelo menos 1544 civis morreram em Ghouta Oriental