Uma parte do muro de proteção da Praia das Maçãs foi esta segunda-feira à tarde derrubada pelas ondas devido à forte agitação marítima registada no litoral de Sintra, informou a autarquia local.

Segundo fonte da Câmara de Sintra, a força do mar provocou a derrocada de cerca de dois metros do muro que separa a zona da praia da estrada, junto ao antigo posto da Polícia Marítima. As ondas escavaram areal e destruíram parte do murete, mas apenas se registaram danos materiais.

O presidente da Junta de Freguesia de Colares, Rui Santos, contou à Lusa que as ondas partiram o muro por volta das 17:00 e que as autoridades policiais vedaram a circulação na estrada, como medida de precaução.

A agitação marítima fustigou durante toda a tarde desta segunda-feira a costa da região de Lisboa, levando ao encerramento da estrada de acesso da frente de mar da Praia Grande, no concelho de Sintra, a partir das 15:30.

A GNR e a Polícia Municipal cortaram a circulação rodoviária junto ao cruzamento para Almoçageme por altura da preia-mar, cerca das 16:00.

Fonte oficial da Câmara de Sintra adiantou que as duas estradas, na Praia Grande e na Praia das Maçãs, vão permanecer cortadas ao tráfego até à reposição das condições de segurança.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu um alerta vermelho para forte agitação marítima, entre as 12:00 e as 23:59 desta segunda-feira, mas as autoridades vão manter-se em alerta até terça-feira de manhã.