Um militar da GNR ficou este domingo ferido após ter sido atingido por um arpão de uma arma de pesca submarina disparado por um homem, que foi detido, em Sines, disse à agência Lusa fonte da corporação.

Segundo a fonte, a agressão ocorreu cerca das 14:00 após militares da GNR terem sido chamados a um restaurante, em Sines, por causa de desacatos e onde estava o agressor, de 55 anos, a provocar os clientes e a exibir uma arma de pesca submarina, que tinha na sua posse.

Ao chegarem ao restaurante, o agressor ameaçou os militares da GNR e fugiu a pé, mas estes seguiram-no e quando o abordaram disparou o arpão da arma de pesca submarina contra um deles, acertando-lhe na mão.

O militar, de 24 anos, sofreu ferimentos ligeiros numa mão e foi transportado para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, para a remoção do arpão.

O agressor vai ser presente na segunda-feira no Tribunal Judicial de Santiago do Cacém para primeiro interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas de coação.