O sindicato dos guardas prisionais vai apresentar uma queixa junto da provedoria de Justiça, por ter sido exigida uma lista de nomes de quem aderiu à greve.

Em declarações ao «Diário de Notícias, Júlio Ribeiro diz que esta é uma maneira de o Governo tentar que os guardas desistam da greve.

Os guardas prisionais estão em protesto até ao dia 11 deste mês, mas a paralisação poderá mesmo ser prolongada.