O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou esta terça-feira ter inspecionado seis estabelecimentos de diversão noturna e identificado uma centena de pessoas no decurso de ações de fiscalização na região Centro.

Numa nota à comunicação social, o SEF informa que “desencadeou um conjunto de ações direcionadas para o combate ao auxílio à permanência de cidadãos ilegais” e “à exploração da atividade da prostituição, na zona centro do país”.

“Este conjunto de ações teve pontos de incidência fiscalizadora nos distritos de Coimbra, Viseu, Leiria, Castelo Branco e Guarda”, adianta o SEF, esclarecendo que no total foram inspecionados seis estabelecimentos de diversão noturna e identificados cerca de uma centena de indivíduos, dos quais 30 estrangeiros.


Segundo o SEF, um cidadão estrangeiro foi detido no cumprimento de mandado judicial, tendo sido restituído à liberdade depois de cumpridos os correspondentes formalismos legais.

Outros três encontravam-se em situação documental ilegal no país, pelo que “foram notificados para abandono voluntário de território nacional no prazo de 20 dias, sob pena de incorrerem em procedimento coercivo de afastamento em caso de incumprimento”.

O SEF acrescenta que estiveram envolvidos nas ações 40 elementos desta força policial.