A Polícia Judiciária deteve dois homens e uma mulher suspeitos do crime de rapto cometido no âmbito de um quadro de violência doméstica, informou hoje a PJ.

Um dos detidos é o antigo companheiro da vítima, sobre quem praticava diversos atos de violência física e psicológica, lê-se num comunicado da PJ.

Na terça-feira, quando a mulher se dirigia às instalações da Polícia de Segurança Pública (PSP) para apresentar queixa do seu ex-companheiro foi «abruptamente» surpreendida por este que, juntamente com um casal, a raptou e introduziu à força num veículo, acrescenta o comunicado.

Na sequência de investigações, a Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT) da PJ confirmou que autores e vítimas se encontravam no interior de uma residência em Alter do Chão, onde a vítima acabou por ser libertada e detidos os três suspeitos.

A PJ refere ainda que o ex-companheiro da vítima é ainda suspeito da prática do crime de violação, cometido no decurso do rapto da ex-companheira.

Os arguidos têm 54, 44 e 43 anos de idade, todos têm antecedentes criminais e vão ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial.