Para quem queira iniciar a faculdade sem as praxes do costume, as Repúblicas de Coimbra estão a organizar uma semana de integração alternativa, entre a próxima segunda-feira, dia 15, e dia 21.

Os novos alunos da cidade do conhecimento poderão assistir a concertos de jazz e hip-hop, ao lançamento de livro e a workshops, bem como a debates ou, até, participar num campeonato de caricas.

A iniciativa «Cria'Ctividade», assim se chama, estava «a ser pensada por algumas repúblicas há muitos anos», conta Maria Dias, residente na República Prá-Kys-Tão, uma das casas organizadoras.

Na iniciativa, participam 11 repúblicas de estudantes de Coimbra. Trata-se de uma semana «sem hierarquia nem submissão», resume, citada pela Lusa.

Apesar de ser uma alternativa à praxe, esta semana de integração «não é anti-praxe ou contra a praxe», frisa Maria Dias. É apenas uma forma «diferente de integração, onde se mostram outras tradições de Coimbra, como é o caso das repúblicas», sublinhou.

O programa

Após um primeiro dia em que os novos alunos poderão fazer um roteiro pela Associação Académica de Coimbra (AAC), na terça-feira realiza-se um debate com o investigador Miguel Cardina, do Centro de Estudos Sociais, sobre tradições académicas e o movimento estudantil em Coimbra, na Faculdade de Letras.

No decorrer da semana, os novos alunos poderão participar num roteiro pelas repúblicas de Coimbra, num workshop de Do It Yourself (faça você mesmo) e outro de expressão corporal, num jogo de cultura geral, num lançamento de um livro sobre as repúblicas de Coimbra ou num campeonato de carica.

Durante esta semana alternativa de integração, haverá também diversos concertos realizados em repúblicas, nos jardins da AAC ou em bares, englobando diferentes géneros, como o jazz, folk ou hip-hop.

Um dos concertos, intitulado «Às Beiras do Hip Hop», que se realiza a 19 de setembro, no Manga Club, vai trazer «diversos rappers de Leiria, Aveiro e Coimbra», informou Maria Dias, acrescentando que a iniciativa termina no domingo, com «a Feira Criativa, com diversas atividades» a decorrer na Sé Velha, durante todo o dia.

«Quase todas as atividades são gratuitas», sublinhou a estudante.