A mulher de 25 anos suspeita de matar a filha recém-nascida, na noite de segunda-feira, foi formalmente detida pela Polícia Judiciária. 

A suspeita, que já é mãe de gémeos de 20 meses, terá matado a filha após o parto e foi levada pela PJ para o hospital de Almada, onde teve alta esta quarta-feira.

A mulher é ouvida por um juiz esta tarde, tal como a irmã gémea, suspeita de ser cúmplice do crime. Segundo a Polícia Judiciária, sobre as mulheres recaem fortes indícios da prática do crime de homicídio qualificado.

O alegado crime ocorreu num prédio em Corroios, Seixal.

Na mesma casa, além da suspeita, do seu marido e dos filhos, vive a irmã gémea da mulher.