Um incêndio destruiu esta sexta-feira uma moradia na localidade de Vila Verde, no concelho de Seia, e desalojou um casal de idosos, disseram à agência Lusa fontes dos bombeiros e da proteção civil.

Segundo o comandante dos bombeiros voluntários de Seia, Vergílio Borges, o interior da habitação, construído à base de madeira, «ardeu por completo», ficando «apenas de pé a estrutura exterior».

A moradia pertencia a um casal de idosos, com cerca de 80 anos, que não se encontrava no interior da habitação quando as chamas surgiram, pelas 14:30, disse o responsável, indicando que «vai ser alojado em casa de familiares».

«Como o casal, que assistiu à destruição do seu património, estava muito agitado, como precaução, foi transportado ao serviço de urgências do hospital de Seia», adiantou.

As causas do incêndio estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária, que foi chamada ao local.

«As causas não estão determinadas, mas tudo indica que o incêndio tenha sido originado por uma sobrecarga das instalações elétricas», admitiu Vergílio Borges.

O comandante explicou ainda que quando os bombeiros chegaram ao local do sinistro, que dista cerca de 13 quilómetros da cidade de Seia, procuraram evitar que as chamas se propagassem às habitações confinantes, «o que foi conseguido».

No local do incêndio estiveram elementos dos bombeiros voluntários de Seia e de São Romão, da GNR e da proteção civil municipal, com 13 veículos e 29 elementos, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.