Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram até 15 de junho 212 mortos, mais 24 do que em período igual do ano passado, indicou a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que este ano já se registaram 53.461 acidentes, mais 2.206 do que em igual período de 2014, quando ocorreram 51.255.

De acordo com os dados publicados na página da ANSR, as vítimas mortais resultantes dos acidentes na segunda semana de junho foram seis, tendo-se registado 41 feridos em estado grave.

Em relação ao número de mortos nas estradas portuguesas, os dados recolhidos pela ANSR revelam um total de 212 durante os primeiros cinco meses e meio do ano, contra os 188 em 2014 e os 210 em 2013. Já em termos de feridos graves, o período entre 1 de janeiro e 15 de junho, registou 887, mais 26 que em 2014 e 126 que em 2013.


Porto é o distrito com mais vítimas


O distrito com mais vítimas mortais foi o Porto, com 61, seguido de Lisboa, com 57, e de Coimbra, com 42.

Bragança é o distrito com menos mortos nas estradas (nove pessoas nos primeiros cinco meses e meio deste ano), de acordo com a Lusa.

As vítimas mortais registadas pela ANSR dizem respeito aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.