O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou esta sexta-feira a detenção de seis imigrantes por se encontrarem em situação irregular em Portugal, no âmbito de uma ação de fiscalização à feira da festa de S. Paio, na Torreira, Murtosa.

Em comunicado a que a Lusa teve acesso, o SEF refere ter identificado no recinto da feira «dezenas de cidadãos, dos quais 37 feirantes estrangeiros, culminando com a detenção de seis imigrantes», que não eram portadores de autorização de residência ou visto válido para permanecerem no país.

«Quatro dos imigrantes irregulares foram notificados para abandonar voluntariamente o país sob pena de serem afastados coercivamente», enquanto um dos cidadãos estrangeiros detetados, que «poderá possuir condições para se legalizar em território nacional, foi notificado para comparecer em unidade orgânica do SEF da sua área de residência, tendo em vista a análise da sua situação documental», acrescenta o SEF.

Um outro estrangeiro, que se «encontrava completamente indocumentado em Portugal, foi detido e presente, hoje, ao Tribunal Judicial de Estarreja para efeitos de interrogatório e aplicação de medidas de coação».

O SEF adianta prosseguir com diligências para apurar «cabalmente a identidade do indivíduo detido e obtenção de documentos de viagem junto da respetiva representação diplomática, tendo em vista o seu afastamento de território nacional no mais curto espaço de tempo».

Nesta ação, que envolveu agentes da GNR, foram aplicadas três coimas por emprego de mão-de-obra estrangeira ilegal às entidades patronais dos imigrantes ilegais, que ascendem a mais de 31.200 euros.

A ação contou ainda com a participação do Centro de Cooperação Policial e Aduaneira no âmbito de troca de informação policial, como reporta a Lusa.