O SEF deteve uma pessoa, na zona da Grande Lisboa, no âmbito de uma operação que investiga crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos, indicou hoje aquele serviço de segurança.

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras refere que deteve em Massamá, concelho de Sintra, um homem indiciado de diversos crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos.

Segundo o SEF, a detenção ocorreu após um mandado de detenção, fora de flagrante delito, por determinação do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) Lisboa integrado numa investigação que durou aproximadamente dois anos.

No âmbito da mesma operação, denominada "Dejá vu", o SEF já tinha detido, na semana passada, na zona da Parede, concelho de Cascais, um outro cidadão indiciado por 25 crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos.

O SEF avança que em causa esteve a aquisição de duas empresas, em situação de falência, para venda de centenas de contratos fraudulentos a cidadãos nacionais de países terceiros e a cobrança indevida de dinheiro para descontos à segurança social.

Os dois detidos ficaram em prisão preventiva após terem sido ouvidos em tribunal.