A redução para metade do consumo da água utilizada nos espaços públicos de Viana do Castelo e uma campanha de sensibilização dos consumidores são as medidas esta quinta-feira anunciadas pela Câmara local para fazer face à seca severa.

O município especificou, em comunicado, que as medidas incluem "a redução do consumo da água em 50%, no que toca ao plano de lavagens das ruas da cidade, a suspensão das regas que utilizam água para consumo público e a redução, para metade, do plano de regas dos espaços verdes e jardins que utilizam água não tratada".

Paralelamente, os Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) lançarão campanhas no seu ‘site’, em consonância com as campanhas governamentais, para um uso mais racional da água, onde se apela à sua poupança", adiantou.

A autarquia justificou aquelas medidas com a necessidade de "alertar e sensibilizar a população para a escassez da água, fenómeno que também já se sente no nosso concelho, embora o sistema público de distribuição de água ao domicílio não esteja de momento ameaçado".